• Roseli R. Laranja

Ansiedade


O ser humano tem como instinto de vida anseios e desejos que vivenciados de forma intensa e somado ao sentimento de negatividade, como se fosse vivenciar uma situação desagradável, poderá dar origem a uma sensação de medo incontrolável acompanhado de alterações somáticas como palpitações, cólicas, falta de ar ou respiração acelerada, fraqueza nas pernas, etc. Esse estado emocional processa-se de forma angustiante podendo o ser humano apresentar um comportamento impulsivo ou um sentimento de impotência diante de uma determinada situação. Uma ansiedade num grau equilibrado mobiliza o ser humano para ação do dia a dia de forma natural, facilitando a resposta para seus desejos.

Quando a Ansiedade apresenta alterações irá ser enquadrada nos casos Transtornos de Ansiedade, podendo num grau elevado de angústia sugerir um quadro de Depressão. Importante identificar o Transtorno de Ansiedade, na dúvida sempre é recomendável procurar profissionais da área da saúde: especialidade médica (psiquiatra) e psicológica (psicoterapia), sendo imprescindível o tratamento ao mesmo tempo de ambas especialidades. Existem casos que requer acompanhamento medicamentoso, quando bem assistido não ocasionam dependência química, devendo assim não haver pré-conceitos a respeito.

Atenção para casos mais graves como forma de evitar atitudes impulsivas que possam levar ao suicídio. Pessoas que possam estar mais sensibilizadas necessitando de uma escuta diferenciada. Acompanhamento psicológico e atividades físicas poderão contribuir para a melhora do caso.

Tratamento psicológico auxilia na dinâmica de sua história de vida para estar atento de como processa e administra suas vivencias de passado, presente e futuro. Ao Relembrar as experiências passadas positivas teremos sensações boas e prazerosas e das “experiências negativas” devemos rever como aconteceu, refletir sobre o que temos que aprender e observar quais alternativas mais existem. Ao revisar, refletir e observar poderá elaborar com uma visão mais ampla e assim dar continuidade através de caminhos diferenciados reinvestindo e reinventando de forma que ocorra a transformação e a reconstrução da situação, até que se possa ter a sensação de conforto e bem-estar. Tal comportamento permitirá “vivenciar mais” “o presente” proporcionando assim resultados mais satisfatórios para o futuro.

A necessidade constante do ser humano de se ocupar com algo se manifesta desde o contato com a sua existência, e se ocorre um espaço de tempo que vivencia uma sensação de ausência seja a falta do afeto, de companhia, do brincar, do esporte, do lazer, do trabalho; poderá notar uma sensação de desconforto de falta de alguma coisa buscando como fonte de prazer Comportamentos Compulsivos tipo hábitos excessivos alimentar, compras, limpeza, etc. Crianças e Adolescentes apresentam “muita energia” que deve ser direcionada e canalizada de forma positiva a fim de que ofereça sensação de saciedade, de satisfação, de estar completo, como se ao realizar uma determinada atividade possa sentir que pôde produzir algo de bom para si e que ao mesmo tempo pôde sentir os resultados ao receber elogios ou aprovação do meio ambiente.

A ausência de uma ocupação no presente, a carência de afeto seja por meio de toques (visuais e táteis) ou elogios, a carência de sentir-se útil e produtivo, poderá surgir um sentimento de vazio ou ausência como se houvesse um vácuo no tempo presente. Essa sensação dará espaço aos medos e a angústia. É como se a ausência de uma ocupação no presente dará espaço à “pré-ocupação” do futuro somado à negatividade das supostas vivências passadas, assim abrirá um caminho para os Transtornos de Ansiedade.

Os Transtornos de Ansiedade mais comuns nos dias de hoje são os quadros de fobias (medos específicos), síndromes do pânico (medos indefinidos), TOC transtorno obsessivo compulsivo (manias), depressão (tristeza intensa).

Como forma de prevenção à Ansiedade deve-se observar:

-“O Medo” que é instintivo e ainda é um mecanismo de defesa e de proteção, que bem percebido e compreendido poderá abrir caminhos para as ações do dia a dia, proporcionando ao indivíduo coragem para conduzir uma situação do seu presente com resultados satisfatórios.

-Identificar seus “anseios e desejos” e qual são seu “grau de ambição”.

-Quais são suas “cobranças internas” e quais são as “cobranças externas” provenientes de terceiros ou de seus próprios pensamentos onde acredita serem de outros, mas é de si próprio.

-Observar qual é “seu grau de sensibilidade” frente suas reações ao que sente do que recebe do meio ambiente.

-“Reeducar sua respiração”, prestando mais atenção em como está sua respiração: tranquila ou tensa. Inspirar e Expirar vagarosamente em um ritmo e quantidade igual.

-“Desenvolver sua percepção corporal”, como está seu físico, tenso ou descontraído. “Aprender a relaxar”.

-“Pensar Positivamente”: Resgatar a Fé, Fé é Crer, Crer é Acreditar, Acreditar é Confiar. Confiar é Respeitar. Inicie Respeitando a si mesmo, suas limitações.

-“Desenvolver a Coragem para Possibilitar Mudanças”: Olhar o Novo, o Diferente, de forma natural, “sem pré-conceitos”.

-“Desenvolver seu Potencial Criativo para Possibilitar Transformações” Vivenciar suas falhas naturalmente (sem pré-conceitos) como forma de aprendizado, ser inventivo, ser construtivo, permitir-se a experienciar “praticas ou atividades diversas e variadas” (cursos, esportes, trabalho...) para que possa descobrir qual se identifica e encontra prazer em realizar.

-Identificar quais são os valores sociocultural de sua família e quais são os seus próprios valores para que possa fazer a descoberta de si mesmo.

-Reconstruir sua Identidade: Resgatar sua autoestima através do reconhecimento daquilo que pode produzir somado aos seus valores socioculturais.

Uma pessoa com uma ansiedade em equilíbrio ao produzir e ser reconhecido no que faz, irá perceber e descobrir seu valor, resgatar sua autoestima, descobrindo quem é e o prazer na existência, poderá preencher o vazio, reconstruir seus valores e consequentemente sua identidade.

Matéria enviada em 15/07/2008 para ser publicada na Revista Informacm por Michelle Fontebasso - Comunicação e Marketing - ACM São Paulo

#artigo #ansiedade #psicoterapia #transtorno #sensação #medo #defesa #proteção

0 visualização

ZONA SUL - SP

Av. Bosque da Saúde, 1061 - sala 112

Ed. Stella Offices

Jardim / Vila da Saúde

Contato Whatsapp Psiconergia Clínica | Zona Sul SP