• Psicoenergia

As 4 Revelações que levam o Profissional da Saúde abandonar o atendimento por Convênio!

A maioria dos Profissionais da Saúde como Psicólogos, Terapeutas, Nutricionistas, Médicos, etc, já experienciaram o atendimento de pacientes por convênio e o resultado foi o abandono desse serviço devido a esses 4 motivos revelados a seguir, na qual os pacientes, em sua maioria, não tem conhecimento!

1º Exigência de Pacientes que buscam pelos seus direitos como beneficiários do plano


Quando uma pessoa adquire um plano de saúde e paga por este um valor significativo, objetiva receber um atendimento dentro de condições equivalentes ao seu investimento.


O beneficiário tem direitos estabelecidos em contrato conforme o plano escolhido e, também tem deveres onde são cobrados reajustes anuais.


Diante desses fatos, o paciente (beneficiário) entende que esses valores investidos são repassados aos prestadores de serviços da saúde que os atende.


Mas vamos entender melhor sobre esse valor repassado no 2º motivo...

2º Valores Incompatíveis - Investimentos X Receita pelos serviços prestados


Para exercer sua especialidade e qualificação, temos ciência de que o profissional de saúde despende constantemente do investimento em recursos, como: Cursos de capacitação; Infraestrutura; Funcionários; Materiais de apoio; Marketing; Taxas, impostos, atributos; Dentre outras coisas...


Mas enfim, acompanhando a estatística de mais de 20 anos dos valores repassados pelos planos de saúde aos profissionais credenciados, encontramos a média de R$ 5,00 a R$ 45,00 no valor de consulta/sessão.


Estes valores vêm sendo fixados e reajustados com um percentual mínimo com cálculos equivalente a R$ 0,50 a R$ 1,00 aplicados ao ano.

O que se traduz na inviabilidade de se obter quaisquer lucratividade nessa exerção.


3º Inadimplências por parte dos Convênios


Os profissionais de saúde credenciados dependem de suas cooperativas para receberem por seus serviços prestados.


Considerando que o mundo vive uma instabilidade no setor comercial e financeiro, os profissionais credenciados não ficam imunes as possíveis inadimplências por parte de algumas operadoras de saúde.

Um exemplo disso, foi a inadimplência da Unimed Paulistana no ano de 2015 - quando a crise da empresa atingiu mais de 2 mil médicos (sem contar outros profissionais), no qual não receberam por seus atendimentos prestados no período de dois meses consecutivos, contabilizando enormes prejuízos para os profissionais de saúde, que tiveram suas estruturas financeiras afetadas e alastradas.



4º Desrealização da Profissão

O peso dos 3 motivos citados até o momento resulta neste 4º motivo, que é o da desrealização profissional, refletida por sentimentos de desvalorização e frustração.


Diante do exposto, observamos um choque de realidade que precisamos alertar sobre o que poderá acontecer a humanidade num futuro próximo, e que a população faça uma revisão de valores culturais na nossa sociedade para que entendam que os profissionais da saúde precisam ser mais valorizados, para que possam sentir motivação no exercício da sua profissão com empenho e dedicação assim como quando as escolheu:

Por amor à vida humana, com objetivo de oferecer uma existência digna de prazer e qualidade as pessoas.

0 visualização

ZONA SUL - SP

Av. Bosque da Saúde, 1061 - sala 112

Ed. Stella Offices

Jardim / Vila da Saúde

Contato Whatsapp Psiconergia Clínica | Zona Sul SP