• Por Roseli R. Laranja - Psicóloga e Mediadora

Experiências Infantis e suas Consequências

Era uma vez .... um menino que ao pedir para ele fazer um desenho em sua sessão lúdica, logo me perguntou: ... vai demorar? ... quanto tempo? Olhando para o reloginho próximo da mesa em que estava realizando a atividade. __Observei sua preocupação com o tempo e virei o relógio de costas para ele. Logo lhe disse: ... não se preocupe com o tempo ... haverá tempo o suficiente para após o desenho brincarmos na sessão. __A partir dessa Escuta, o menino tranquilamente se dedicou à desenhar. __Passado uma semana, ao retornar no próximo encontro para realizar a sessão lúdica, adentrou pela sala dizendo com precisão: ... “Sabe minha professora é muito preocupada com o tempo ... está sempre dizendo, copiem logo porque o tempo vai acabar.”


Essa experiência ficou para sempre em minha memória, e vejo o quanto precisamos atentar ao que pronunciamos com nossas palavras e como as criança internalizam tais mensagens.

Esse canal auditivo da escuta percorre em nosso cérebro e faz com que realizemos registros em nossas memórias com crenças de como devemos agir ou reagir diante da vida, das pessoas, de nós mesmos.


A partir dessas crenças, sejam estas negativas ou positivas, podemos caminhar para um destino que iremos construir, com ou sem perspectivas de realizações, e até mesmo produzir e reproduzir sensações de desconforto e doenças psicossomáticas, como os casos dos diversos tipos de transtornos de ansiedade e depressão, ou caminhar para sensações e sentimentos de leveza, alegria e prazer.

Atentar para o que ouvimos – como escutamos – como sentimos – o que interpretamos – de

que forma estamos registrando e conectando essas sensações – como nos comunicamos – e principalmente como nos relacionamos com a idéia/noção de tempo – podem ser o grande

desafio da nossa caminhada nessa existência nas relações para a vida, inclusive desenvolver habilidades com nossas expectativas do imediatismo, desejos momentâneos, frustrações por não realizações positivas, ao invés de observar que temos que aprender com supostas situações negativas para então podermos vivenciar conquistas positivas reais, adequadas para aquela situação do momento, diante desse espaço lógico do tempo o qual nos encontramos alocados temporariamente.


Viver em Equilíbrio no Presente para construir Histórias nesse Presente que em instantes já se torna Passado e já representa Investimento para Histórias Futuras, que logo caminham para o Passado, dando o significado de termos que viver intensamente o Presente com pensamentos que nos orienta para uma vida mais produtiva dentro de uma perspectiva racional e emocional.

4 visualizações

ZONA SUL - SP

Av. Bosque da Saúde, 1061 - sala 112

Ed. Stella Offices

Jardim / Vila da Saúde

Contato Whatsapp Psiconergia Clínica | Zona Sul SP